Bytes até o pescoço

O Technology Quarter da The Economist desta semana traz uma previsão sombria para a era do video na Internet. Brett Swanson, do Discovery Institute, prevê um gargalo de tráfego que ele chama de “exaflood”, junção de exabyte ( um bilhão de gigabytes ) com enchente, onde os afogados somos nós, internautas. Tudo por causa da demanda gerada por Youtubes e correlatos e a análise de que as redes de hoje não estão remotamente preparadas para suportar tamanho fluxo. Uma outra empresa de pesquisa alerta que esta demanda pode causar o estrangulamento da rede já em 2010. Para 2015, a previsão é de uma “zetaflood”, ou seja, um entupimento da ordem de 1000 exabytes.

Em 1995, Bob Metcalfe, fundador da 3Com previu em um artigo que a Internet sofreria um colapso antes mesmo de 1996 terminar e prometeu comer o próprio artigo se isto não se tornasse realidade. Um ano depois, picotou o papel com sua teoria em um copo d’água e cumpriu a promessa, já que o tal engarrafamento de dados não aconteceu.

Torçamos para que as previsões de Brett Swanson também sejam furadas – ele diz que seu objetivo não é assustar e sim encorajar investimentos para suportar o aumento do tráfego – apesar de afirmar que não planeja comer seu PowerPoint se estiver errado.