Videos profissionais atraem melhores anunciantes

A The Economist desta semana pergunta “Hulu who?” e afirma que, depois de muita confusão, o céu está ficando mais claro no mercado de vídeo on-line. O artigo toma como base o Hulu.com que, ao contrário do Youtube, só distribui vídeos profissionais das gigantes NBC e News Corp. Um modelo de negócios que já atrai mais de 100 anunciantes que têm medo de expor suas marcas no Youtube, ao lado de vídeos amadores.

Na comparação de vídeos exibidos, o Youtube é líder disparado, com quase seis bilhões e o Hulu aparece em quarto na lista, com 200 milhões de exibições, ao lado do Yahoo e do Fox Interactive Media. A publicação reconhece que o Youtube é realmente um fenômeno, mas duvida que seja um bom negócio.

Quem tem uma opinião bem interessante é Mike Volpi, do Joost: “Filmes e TV são diferentes de música. Pessoas assistindo tendem a sentar, enquanto pessoas ouvindo, tendem a movimentar. E geralmente as pessoas só assistem a um programa uma vez – com exceção de crianças, é claro – mas ouvem uma música várias vezes.”

Quem vai vencer? Aguardem as cenas dos próximos capítulos.