Como Escrever um Press Release Para Seu Livro

“Quem Se Importa?” é um documentário brasileiro fantástico sobre pessoas que geram grandes impactos sociais e inspiram. O que isto tem a ver com o Press Release do seu livro? Tudo!

Neste post, eu vou revelar como escrever um bom release para um livro e porque isto é importante para sua estratégia de marketing.

Muita gente deseja saber como escrever um livro. Outros querem saber como publicar. Poucos se interessam pelos meios de fazer o livro chegar até às mãos dos leitores.

Entre estes, raríssimos são os que estão abertos para aplicar, testar e avaliar ações de marketing em diferentes formatos e canais.

Geralmente, se apegam a um meio e insistem nele, sem saber que existe um mundo de oportunidades para gerar mais “conhecimento” sobre autor e obra.

Uma tática pouco utilizada por escritores para lançar e promover seus livros é o Press Release.

Isto é uma falha, pois um bom Press Release pode ser capaz de causar um grande impacto nas vendas do seu livro com pouco investimento.

Para os que não estão acostumados com os termos do marketing, um Press Release é um texto enviado para os veículos de imprensa para promover produtos, serviços, empresas, eventos etc.

O jornalista o recebe e, dependendo do interesse (dele e do editor), escreve uma matéria sobre o assunto ou usa uma parte dele para rechear um artigo mais abrangente.

Desta forma, você corre o risco de ver seu livro virar notícia em um grande veículo, na mídia local e em sites e blogs, o que significa “tráfego” orgânico. Pode até ser convocado para dar uma entrevista na TV ou no rádio.

Para fazer um Press Release, você tem duas opções: contratar uma Assessoria de Imprensa para escrever e distribuir para você ou fazer você mesmo.

A vantagem de contratar é que assessores de imprensa já possuem canais e contatos mais azeitados com os veículos, já sabem o que cada um procura e quando, o que não significa garantia de publicação.

Neste caso, o ideal é procurar uma assessoria especializada na divulgação de escritores e livros.

A desvantagem é que não é barato e você precisa calcular o retorno sobre o investimento, ou seja, o que você gastar precisa retornar em vendas de livros com lucro.

Esta não é uma conta que fecha muito rápido devido ao alto custo do serviço comparado aos royalties recebidos pela venda de cada livro.

Portanto, vamos deixar a assessoria de lado e concentrar no “Faça Você Mesmo”.

1) Qual é a grande história por trás do seu livro?

Um dos erros mais comuns em um release de livro é achar que o lançamento ou o próprio livro é a grande notícia.

Jornalistas estão atrás de boas histórias, de preferência bem contadas.

E uma história bem contada começa com um grande problema.

Lembre-se que leitores não se importam com seu livro ou com quem o escreveu e sim com o que seu conteúdo é capaz de fazer por eles.

Se você escreve não ficção, faça com que o primeiro parágrafo do seu release destaque o problema que o livro resolve.

Qual é a grande dor que os leitores do seu livro enfrentam?

Liste algumas dicas para a solução e deixe um gancho no ar.

Se você escreve ficção, fale de seu personagem principal e o grande problema que ele enfrenta. Apresente a trama de um ângulo original.

Que conflitos emocionais ele encara no livro? Novamente, deixe um gancho.

Conte também que emoções o leitor vai experimentar ao mergulhar na história.

Enquanto estiver escrevendo, tenha em mente estas duas palavras:

ÂNGULO ORIGINAL

Um ângulo original toca em um grande problema de uma maneira única.

E, por um acaso, menciona você como autor ou especialista e faz com que o título do seu livro e seu lançamento surjam quase como um acidente no percurso.

2) Pense no jornalista, mas não se esqueça do seu leitor. E vice-versa…

O grande desafio do primeiro parágrafo de um press release é fazer o jornalista se preocupar com o que preocupa seu leitor.

Então, não há melhor forma de fazer isto do que escrever pensando no leitor.

No entanto, o tema do seu press release precisa atrair o jornalista em dois pontos cruciais: novidade e oportunismo.

Novidade não precisa ser muito explicada. Você terá dificuldades para emplacar uma matéria sobre uma história de zumbis ou sobre seu e-book de marketing digital.

A não ser que eles contenham abordagens originalíssimas e/ou…

Oportunistas!

Oportunismo é estar na pequena área no momento certo para pegar um rebote ou cabecear entre os zagueiros e fazer o gol.

Em nosso caso aqui, é se aproveitar de um momento único, de uma janela de tempo em que o assunto esteja batendo recordes de interesse na grande mídia ou nas redes sociais.

Se você não conseguir pensar em nada mais grandioso do que o simples fato de escrever um livro, esqueça o press release e invista seu tempo e esforço em outras ações.

3) Faça o dever de casa antes

Antes de começar a escrever seu press release, faça um trabalho de pesquisa e estudo:

  • Pesquise os veículos e jornalistas que têm maior afinidade com seu leitor ideal. Levante e categorize os contatos.
  • Pesquise as palavras-chave referentes ao tema e a capacidade de retorno de cada uma delas.
  • Pesquise os benefícios procurados pelos leitores.
  • Estude sobre como criar títulos matadores.
  • Estude sobre técnicas de persuasão e escrita hipnótica.

4) O que um Press Release deve conter?

TÍTULO:

Um bom press release começa com um título matador.

Jornalistas não leem press releases. Eles os escaneiam com os olhos. Você tem cinco segundos para capturar a atenção ou ser deletado para todo o sempre.

Desta forma, o título é a sua única arma. Faça uma promessa irresistível.

E cumpra no conteúdo.

SUBTÍTULO:

Você pode incluir um subtítulo, se achar que deve e, principalmente, se ele reforçar o título. Seja breve!

DATA/LOCAL:

Logo em seguida, inclua a data e o local. Sim, jornalistas tendem a ser bairristas.

Se você mora em Porto Alegre, dificilmente vai emplacar uma matéria sobre seu livro em um veículo de Brasília.

Os dois pontos cruciais da dica anterior – novidade e oportunismo – também podem impactar nesta questão.

Portanto, mantenha seu press release atualizado e, se seu objetivo é divulgar a noite de autógrafos em Xique-Xique, na Bahia, coloque o nome da cidade e envie apenas para os veículos locais.

LEAD:

O lead é o primeiro parágrafo. Como você já sabe, fale com o jornalista e com seu leitor e destaque O grande problema do seu público ou do seu personagem.

Discorra, liste uma ou duas soluções, liste emoções que serão sentidas, deixe um gancho irresistível no ar.

Não enrole. Seja breve, claro e vá direto ao ponto.

CITAÇÃO DO AUTOR:

Na sequência, abra com uma citação sua sobre o problema ou sobre a trama.

Mas não use qualquer citação.

Pense em uma frase de efeito, relevante e que tenha poder de virar um tuite ou uma citação sua no Pensador.

Complemente com uma ou duas linhas sobre o autor.

CORPO:

Inclua um parágrafo ou dois sobre o livro.

Pense no roteiro de um trailer de cinema. Use as melhores cenas.

Seja compacto e evite usar frases ou parágrafos longos.

Evite também jargões ou palavras muito técnicas e não seja repetitivo.

CONTATO:

Inclua suas informações de contato:

Nome, e-mail, telefone, website, endereços sociais.

Sim, o jornalista pode querer te espionar antes.

Coloque também um link para download de imagens em alta resolução:

Uma foto profissional sua e uma imagem com qualidade de impressão da capa do livro.

CHAMADA PARA AÇÃO:

Convide o jornalista para saber mais e disponibilize-se para entrevistas, debates e quaisquer outras oportunidades para falar sobre seu livro e sua obra.

PALAVRAS-CHAVE:

Inclua cinco ou sete palavras-chave sobre o tema do seu livro. Se o dever de casa foi bem feito antes, você vai tirar isto de letra (com trocadilho, por favor!).

Você pode usar #hashtags se quiser.

Muitos veículos online utilizam tags para facilitar as buscas

Com isto, você poupa o tempo do jornalista e ainda ganha pontos nos algoritmos dos mecanismos de buscas.

MINIBIOGRAFIA:

Inclua uma minibiografia com mais detalhes sobre você e sua obra. Um ou dois parágrafos são suficientes.

Como dica adicional, escreva mais de um press-release. Tente abordagens diferentes. Escreva e reescreva até dar liga.

Antes de começar a sessão de distribuição, revise bem revisado.

5) O visual também conta…

Por fim, cuide para que seu Press Release seja curto. Jornalista é um sujeito muito ocupado e, geralmente, usa óculos. 😉

Capriche na formatação e no layout do documento. Não utilize fontes esdrúxulas e cores berrantes para chamar a atenção.

O Press Release é quase um currículo de emprego. É seu livro e sua marca como autor procurando espaço nos jornais, revistas e outras mídias.

Concentre-se em tornar as informações relevantes e cativantes.

Envie o texto no corpo do e-mail para que o jornalista ocupado não tenha que abrir um arquivo. Use o título no assunto do e-mail e cole o restante no corpo. Não se esqueça de enviar para blogueiros, vlogueiros e outros artistas do conteúdo.

E depois?

Faça um follow-up um ou dois dias depois de enviar o release. Seja breve e direto, pois, como você já sabe, jornalistas não têm muito tempo.

Cadastre seu release também em sites como o DINO, serviço pago que distribui seu release para diversos veículos de acordo com o plano contratado.

Publique o release em seu website e poste o link nas redes – principalmente Facebook, Twitter, Linkedin, Pinterest e Google Plus – e peça a amigos e parentes que compartilhem.

Crie um vídeo falando do livro, suba para o Youtube e coloque um link para o release em seu site. Insira o vídeo em um post em seu blog e coloque o link para o release no Medium. Isto vai ampliar o impacto em SEO.

Crie um alerta no Google Alerts para receber notícias quando seu nome ou o título do livro aparecer pelo mundão afora.

Será que preciso me repetir aqui sobre a qualidade do seu livro?

Claro que não. Lembre apenas que nenhum malabarismo de marketing substitui um livro fascinante.

Você precisa inspirar e causar impacto. Seja entretendo na ficção ou instruindo na não ficção.

Assim, além do “ângulo original”, a pergunta-chave que você deve sempre se fazer ao escrever um livro ou um press release é a mesma do documentário da Mara Mourão:

– “Quem se importa?”

***