Experimente Se Jogar Nos Seus Sonhos – Entrevista com Salete Ziani

em

40% da população brasileira é acometida por doenças autoimunes e 30% das pessoas sentem angústia, tristeza ou perderam a fé ou a vontade de viver. Esta semana, a entrevista é com Salete Ziani, autora de “Depois é tarde. Quem Sabe, Agora?! – Conversando com o universo sobre doença auto-imune, amor e felicidade”. O livro mescla ficção com não ficção e é destinado àqueles que precisam encarar questionamentos existenciais profundos e vencer o medo. Confira…

Eldes Saullo: Por que você escreve? O que te inspirou a escrever “Depois é tarde. Quem Sabe, Agora?!”?

Salete Ziani: Eu escrevo por que está no sangue. Meu avô era poeta, adorava escrever. Eu cresci ouvindo as histórias mirabolantes que ele criava e vendo as recitações calorosas e emocionadas que ele fazia de seus poemas e trovas em eventos. Sempre gostei de escrever e, às vezes, me aventurava pela poesia, mas tudo ficava guardado a sete chaves. Até sentir um chamado inspirador que me dizia que era necessário falar de coisas que eu sabia para ajudar outras pessoas a superarem suas crenças limitantes que as adoecem e fazem sofrer. Assim criei a personagem Eleonor, uma mulher que representa a vida e os dramas de muitas pessoas que encontrei na minha história. Eleonor é uma construção inspirada em fatos reais que mistura problemas cotidianos de pessoas que convivi e inclusive situações de minha própria vida. Tem uma pitada de humor, sarcasmo e espiritualidade nessa mulher que se propôs a transformar qualquer dor em luz e satisfação.

Eldes Saullo: Existe algo que você acha mais particularmente desafiador como escritora?

Salete Ziani: Sim, acho muito desafiador ser escritor num país de poucos leitores, mas esse é um desafio gostoso, que anima a escrever bons textos que inspirem as pessoas a ler cada vez mais. Por outro lado, acho bem mais desafiador ser escritor num mundo digital e online, no qual o tempo corre e você precisa estar sempre atualizado, conectado e investindo tempo em redes sociais. Sinto que sou uma escritora à moda antiga, daquelas que precisa de tempo e muito trabalho de pesquisa e embelezamento para findar uma obra. O Mundo digital quase não me motiva, descobri que para ser escritora é preciso ir muito além de ter uma ideia e fazê-la florescer no papel. É preciso determinação e superação diária para encontrar um lugar de destaque nos corações dos leitores.

Eldes Saullo: Alguns autores delineiam seus livros, outros escrevem de forma mais intuitiva. Como é seu processo criativo?

Salete Ziani: A princípio eu imagino o todo, como ficaria o texto pronto e qual a mensagem principal. Porém, quando começo a escrita e durante o trabalho de pesquisa e leitura e reescrita, algumas coisas vão se transformando, mas sempre primo por manter a mensagem principal e o objetivo final da obra, mesmo que o contexto seja alterado de alguma forma.

Eldes Saullo: Como você faz para que os leitores conheçam e comprem seu livro?

Salete Ziani: Esse tem sido um trabalho árduo para mim. Acho bastante monótona a nova ordem mercadológica, não me sinto à vontade com redes sociais e marketing digital de tal forma que me matriculei no curso Lance um Livro para poder conhecer esse mundo moderno e virtual. O curso me abriu portas e possibilidades sem fim para meu desempenho como autora independente e marqueteira de meus livros. A verdade é que o mundo das editoras é reservado a um seleto grupo que, ou é muito conhecido e se vende automaticamente, e por certo as editoras querem publicar, ou o autor precisa investir fortunas de difícil retorno. Por isso, optei por me lançar de forma independente através da Amazon e o caminho é uma subida íngreme que é preciso cuidado diário para alcançar o topo. Sinto que vale o esforço, ainda mais com o suporte amigo e profissional que encontrei no curso que fiz.

Eldes Saullo: Fale de seus livros. Por que os leitores precisam lê-los?

Salete Ziani: Meus livros versam sobre o corpo, a alma e o espírito humano; os dramas, as necessidades, as crenças; o papel da humanidade no planeta e na vida. Meus textos falam de amor, loucura, doença e cura; falam de fé, de dores e de superação; falam ainda de foco e de desapego e, sobretudo, falam de ascensão da alma. Todo ser que deseja compreender-se melhor, viajar pelo seu mundo interior, superar desafios, encontrar cura de todos os tipos e em todos os aspectos da vida, compreender o amor e o divino que há em nós sentirá luz em meus textos e encontrará caminhos.
Aos autores iniciantes eu deixo a voz da Musa Cora Coralina: “Desistir… eu já pensei seriamente nisso, mas nunca me levei realmente a sério; é que tem mais chão nos meus olhos do que o cansaço nas minhas pernas, mais esperança nos meus passos, do que tristeza nos meus ombros, mais estrada no meu coração do que medo na minha cabeça.”
Não se leve tão a sério experimente se jogar em seus sonhos, eu diria isso.

Acompanhe Salete Ziani em http://www.facebook.com/paoquantico

Compre “Depois é tarde. Quem Sabe, Agora?!” na Amazon. Clique na imagem abaixo:
depois-e-tarde

***

1 comentário Adicione o seu

  1. Salete Ziani disse:

    Satisfação imensa ter te conhecido e trabalhado ao seu lado nesse projeto. Gratidão!

Comente, responda, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s