Como Transcender no Metrô Lotado – Um Teaser

evo2_2210436b1
Em março, lanço um livro diferente do que estou acostumado, fora da esquina da escrita, publicação e marketing de livros.

O título é “Como Transcender no Metrô Lotado” e seu principal objetivo está em propagar a evolução da consciência coletiva unindo células de conhecimento da Ciência, da Religião e da Filosofia.

Nosso único propósito é a evolução, seja ela fundamentada em Darwin, Sócrates ou no Gênesis. Sim, precisamos evoluir, minha gente!

Fisicamente, mentalmente e na essência, este software que nos diferencia dos animais, que muitos chamam de alma e que outros ignoram completamente.

E o primeiro passo para isto é o AUTOCONHECIMENTO.

download

Você não aprimora uma máquina se não sabe como operá-la ou desconhece os encaixes de suas engrenagens.

Depois, existe um PROCESSO, muito parecido com a metáfora da série 3% da Netflix, claramente inspirada na seleção de “escolhidos” que permeia todas as religiões do planeta.

A maioria das religiões se baseia em um processo de escolha para uma vida futura, muito distante da que vivemos neste exato momento.

Estará nisto a raiz do problema? Em esperar algo além do agora?

Em seu livro “Imortalidade”, Stephen Cave, PHD em metafísica pela Universidade de Cambridge, analisa o papel da Morte em nossa sociedade.

Segundo ele, a humanidade inventou narrativas sobre imortalidade justamente para lidar com os pensamentos sobre ela.

Tais narrativas vão desde a mais simples, como manter-se vivo para sempre, até as mais complexas, como a ideia de ressureição após a morte. Isto é um problema.

Nem mesmo se tornar imortal através de um legado deixa de ser um desejo duvidoso, pois não há garantias de que os bilhões de anos do Universo sejam capazes de preservar memórias individuais.

Para Cave, nós deveríamos adotar narrativas que “nos ajudem a abraçar a mortalidade, ao invés de tentar superá-la”.

Somente se nos tornarmos capazes de lidar com o pensamento de uma existência finita seremos capazes de apreciar melhor esta vida ao invés de vivermos no desejo de outra.

E apreciar melhor a vida significa ser amoroso e compreensível, dar o máximo naquilo que faz seu coração bater mais forte, aprender ao longo da vida para depois ensinar (propagar sua transformação para melhor), expor sem impor, ser leal aos amigos, perdoar os inimigos e sorrir sempre que possível.

A verdade é que o “outro lado” é insondável, o que acaba dando margem para mistérios e segredos cunhados para propósitos escusos.

Eis o maior problema de muitas tradições religiosas e esotéricas: condicionar a libertação a “mistérios” ou aprendizados ditos secretos na promessa do post-mortem.

Na publicidade, aprendi que sempre que existe algum mistério ou segredo, o principal objetivo é dominar sua mente e, com isto, seus desejos para, enfim, dominar sua conta bancária.

E quem deseja dominar sua mente faz uso dos maiores motivadores emocionais do ser humano para influenciar e determinar os caminhos que você “deve” seguir.

Esquecem-se e trabalham arduamente para que você também se esqueça de que o autoconhecimento não é uma autoestrada repleta de placas e pedágios, mas de uma trilha cerrada que precisa ser aberta por cada pessoa.

Portanto, tenha muito cuidado quando lhe disserem que “há segredos” ou “há mistérios” e especialmente quando os discursos começam com “Devemos…”.

Então, o objetivo primordial desta conversa é iluminar você para a evolução “aqui e agora” e não para uma vida depois desta.

heaven-7560961

O caminho da evolução do corpo é completamente darwiniano, atômico e físico.

Assim, exercite-se, alimente-se bem, tome banhos de cachoeira ou de mar e, vez ou outra, faça um jejum para desintoxicar.

O caminho da evolução da mente é socratiano. Estude, aprenda, observe, filosofe, desenvolva o amor pelo conhecimento.

E o caminho da evolução do espírito está calcado em três pontos: respiração, reflexão e disciplina.

Isto tem um nome: MEDITAÇÃO.

E a evolução do espírito meditativo passa por um PROCESSO.

Vou usar um texto Bíblico, especificamente do Livro do Êxodo, para demonstrar este processo que não tem nada de esotérico ou religioso.

Você já ouviu falar das 10 Provas da Materialidade?

Aqui vale mais um aparte:

Deixe a leitura ipsis-litteris da Bíblia como ocupação para quem não tem mais o que fazer.

Vou retirar o literal das dez pragas que assolaram o Egito quando Moisés libertou os hebreus da escravidão imposta pelo Faraó para clarear isto.

Vamos nos concentrar no simbolismo e nos arquétipos das “pragas”.

Dica número um: sempre que ler Faraó, leia “fisicalidade” ou instinto animal ou mental.

Dica número dois: sempre que ler Moisés, leia “espiritualidade” ou instinto essencial.

0354eab116ecc6bc871b945a5de406271

A briga entre os dois é ferrenha. Um puxa para cima, para uma vida mais virtuosa, o outro puxa para baixo, para uma vida de vícios e apegos que nada ou pouco contribui para o processo evolutivo.

E essa guerra sem fim é formada por dez batalhas e a vitória (ou derrota) depende somente de você.

Ou você sucumbe ao mundo ou se torna soberano, o que não significa abandonar tudo para viver como ermitão nas montanhas do Himalaia, mas compreender a real diferença entre ser o condutor, a carruagem ou o cavalo.

Em vez de ler “pragas”, vamos usar a tradução original para a palavra “MAKUT“, que significa GOLPE ou, para ficar ainda mais claro, PROVA.

O objetivo do PROCESSO todo é libertar você, um legítimo BNEI ISRAEL (também conhecido como possuidor de uma mente racional e emocional) das garras de MITZRAIM (do Egito, também conhecido como MATÉRIA) e conduzi-lo até YEREH+SHELEM (para Jerusalém, também conhecida como COMPLETA ADMIRAÇÃO).

E interprete Completa Admiração da forma que achar melhor.

Eu enxergo como uma elevação da frequência cerebral ao ponto de contato com a mente coletiva e além dela.

Assim, no caminho da evolução, você é submetido a um processo, onde precisa superar dez porradas ou degraus da matéria sobre a essência para sair do seu “você” e alcançar o “nós”.

Mas esta tarefa só cabe a você.

Alguém te ensina uma coisa aqui, outra ali, porém, quem precisa subir e vencer a mata densa é você mesmo.

Preparado para as 10 Provas?

PROVA Nº 1 – A Água se Transforma em Sangue

“(…) AOS OLHOS DE SEUS SERVOS: TODAS AS ÁGUAS DO IEOR SE TRANSFORMAM EM SANGUE.” (Êxodo, 7:20)

O IEOR (desafio você a me provar onde está escrito Nilo) refere-se ao Fluxo da Vida e não a um Rio.

Seu nome varia entre diversas tradições. No oriente, é conhecido como QI. Você também já deve ter lido aura, pneuma, sopro da vida.

Os físicos o chamam de Quantum da Ação.

Para e pense: o que acontece quando o fluxo da sua vida, que é formado primordialmente por ÁGUA (Misericórdia, Bençãos) é visto apenas como SANGUE (Julgamentos, Maldições)?

Assim, a superação da primeira prova passa pela compreensão de que as maldições que nossos sentidos físicos (SERVOS) enxergam são apenas ilusões.

Para superar esta fase, basta abrir os olhos e ver que, no raso e no fundo, tudo é uma grande BENÇÃO.

PROVA Nº 2 – A Infestação de Sapos

“AHARON ESTENDE A MÃO SOBRE AS ÁGUAS DE MITSRAIM E SOBE O SAPO: ELE COBRE A TERRA DE MITSRAIM.” (Êxodo, 8:2)

Imagine uma multidão de sapos coaxando sem parar na sua orelha.

Este é o mundo físico, que você já conhece como Mitzraim, com uma infinidade de VOZES coaxando que sobem até sua cabeça, dizem coisas e se contradizem, te informam e te desinformam.

Muitas, não contentes em apenas coaxar, rugem, vociferam, gritam ou chegam a babar na camisa para que você siga a trilha que abriram para você em troca de uma módica quantia mensal.

A superação da segunda prova passa por calar as vozes externas. E isto só é possível com o SILÊNCIO.

Para superar a prova do sapo, sempre que possível, busque o silêncio externo e, principalmente, o interno.

PROVA Nº 3 – A Infestação de Piolhos

“E APARECEM PIOLHOS SOBRE O HUMANO E SOBRE O ANIMAL. TODA A POEIRA DA TERRA ERA DE PIOLHOS, EM TODA A TERRA DE MITSRAIM.” (Êxodo 8:12)

Sua cabeça está carregada de piolhos?

É hora de passar um remédio ou até mesmo raspá-la se não houver outro jeito.

Agora, troque piolhos por PREOCUPAÇÕES.

Sim, a superação da terceira prova está em se livrar de TODAS as suas preocupações.

Gosto muito de uma frase que diz que “99% de suas preocupações NUNCA vão acontecer.”

Principalmente quando elas se originam da POEIRA DA TERRA, ou seja, do PASSADO.

Raspe, passe a máquina zero em suas preocupações passadas e futuras e tome um banho de presente.

Vale lembrar que a superação de preocupações requer um controle racional de primeira, também conhecido com DISCIPLINA.

PROVA Nº 4 – A Infestação de Moscas

“(…) A MOSCA VEM PESADA NA CASA DE FARAÓ, NA CASA DE SEUS SERVOS, EM TODA A TERRA DE MITSRAIM. A TERRA É DESTRUÍDA, FACE AS MOSCAS.” (Êxodo 8:17)

As moscas são as DISTRAÇÕES, a base de todo ENTRETENIMENTO.

O burro entretém o corpo e a mente, o sábio estuda e se autoconhece alguns andares mais para cima.

O problema é que no mundo em que vivemos, praticamente tudo nos distrai da essência.

As distrações da matéria são pesadas e atacam todos os sentidos (sim, os servos), seja no mundo real ou no virtual.

Da pornografia até a escalada do Jornal Nacional, tudo é milimetricamente produzido para te distrair de você mesmo.

Portanto, a superação da quarta prova reside em espanar as moscas, ou seja, não se deixar submergir com as distrações constantes a que somos submetidos.

Também vale complementar que a superação das distrações requer um controle emocional bem desenvolvido, também conhecido como VONTADE.

PROVA Nº 5 – A Peste dos Animais

“EIS, A MÃO DE IHVH SERÁ CONTRA TEU GADO NO CAMPO, CONTRA OS CAVALOS, CONTRA OS ASNOS, CONTRA OS CAMELOS, CONTRA OS BOVINOS E CONTRA OS OVINOS, UMA PESTE MUITO PESADA.” (Êxodo, 9:3)

Os animais são seus INSTINTOS. E você só os domina com EQUILÍBRIO e com MODERAÇÃO.

Basicamente, supere sua dependência da gula, da ira, da inveja, da soberba, da preguiça, da luxúria e da avareza e você tirará a quinta prova de letra.

Supere seus vícios. Concentre-se em aprimorar virtudes.

Coisa simples, não? 😉

PROVA Nº 6 – A Úlcera sobre a Pele

“(…) E É ÚLCERA COM PÚSTULAS FLOREJANTES SOBRE O HUMANO E SOBRE O ANIMAL”.  (Êxodo, 9:10)

A úlcera com pústula florejante é o que embota a nossa LUZ, cuja tradução no hebraico é praticamente igual a PELE.

A escamação da luz tem efeitos nocivos nos humanos (a mente) e sobre o animal (o corpo). São os julgamentos da matéria.

Ultrapassar a sexta prova requer CORAGEM para encarar todos os julgamentos físicos sem se deixar abalar.

Uma das maiores dificuldades de quem sobe na escala espiritual é que suas palavras se tornam incompreensíveis para quem se mantém preso à mente ou ao corpo.

Jesus era um cara tão bom que já dizia naquela época “Não deis aos cães as coisas santas, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para que não aconteça que as pisem com os pés e, voltando-se, vos despedacem.”

Cuidado, porque o mundo ainda está cheio de cães e porcos. Não os bichos, que são mais amorosos que os comparados. Ele se referia aos fanáticos mentais ou materiais.

PROVA Nº 7 – Chuva de Granizos

“E É O GRANIZO, UM FOGO CREPITANTE NO MEIO DO GRANIZO, PESADO, FORTE, COMO NUNCA HOUVE EM TODA A TERRA DE MITSRAIM DESDE QUE ELA TORNOU-SE NAÇÃO.”   (Êxodo, 9:24)

Granizo nada mais é do que uma pedra que cai do céu.

Traduzindo do “espiritualês”, é quando as “coisas da matéria” despencam sobre sua cabeça.

Superar a sétima prova exige basicamente que você tenha a certeza de que você não é um corpo como um espírito, mas o contrário.

E que se as pedras estão caindo, é porque você precisa aprender algo com elas.

Ao se colocar como um aprendiz, mesmo no meio do fogo crepitante, você conseguirá enxergar que sua trilha talvez esteja te levando por caminhos errados.

Assim, encare todo granizo como um sinal para corrigir a rota.

PROVA Nº 8 – Infestação de Gafanhotos

“IHVH CONDUZ O SOPRO DO LEVANTE CONTRA A TERRA, TODO AQUELE DIA E TODA A NOITE. ERA MANHÃ E O SOPRO DO LEVANTE TRAZIA O ACRÍDEO.”  (Êxodo, 10:13)

Visualize uma nuvem negra de gafanhotos, o bicho da família dos acrídeos, descendo sobre sua cabeça.

Esta nuvem carregada é o pensamento ortodoxo, o fanatismo, o apego a um entendimento que cega para o outro.

O gafanhoto é a intolerância, a falta de respeito pela diversidade de universos a que estamos submetidos.

É bom lembrar que o gafanhoto é uma praga que transcende os séculos e, por isto mesmo, bastante resistente.

Vencer as resistências históricas (religiosas, filosóficas, científicas) que embotam o entendimento não é uma tarefa simples.

O primeiro passo é questionar sempre.

Nunca aceite algo porque alguém te disse que é assim e pronto, que você não pode duvidar, não pode ser curioso, não pode ir a fundo ou porque é pecado.

Muito menos atente contra qualquer outro ser humano, seja através de palavras ou ações, porque te ensinaram que só a sua fé é a verdadeira.

Corações ortodoxos e fanáticos, se vocês não são capazes de entender o mais complexo, foquem no simples: “AME AO PRÓXIMO”.

PROVA Nº 9 – Trevas

“(…) HÁ TREVA SOBRE A TERRA DE MISTRAIM: SE APALPA A TREVA.”  (Êxodo, 10:21)

Escuridão é o mesmo que IGNORÂNCIA.

A ausência de sabedoria no mundo material é quase palpável.

Então, desligue a TV, deixe os fatos e as pessoas para os fatos e as pessoas e concentre-se nas ideias, nas ações para propagar as virtudes e o amor ao próximo.

E compartilhe a sabedoria dos sábios, dos santos, dos cientistas, dos homens e mulheres que buscam tornar a Terra cada vez mais clara (sábia) e menos trevosa (estúpida).

PROVA Nº 10 – Morte do Primogênito

“TODO PRIMOGÊNITO MORRERÁ NA TERRA DE MITSRAIM, DESDE O PRIMOGÊNITO DE FARAÓ, SENTADO EM SEU TRONO, ATÉ O PRIMOGÊNITO DA DOMÉSTICA, ATRÁS DA MÓ DUPLA, E TODO PRIMOGÊNITO DE ANIMAL.”   (Êxodo, 11:5)

O primogênito é a melhor representação da ESPERANÇA.

Quando a esperança morre, a pessoa também sucumbe.

O faraó, o homem-material, vive da esperança de que o mundo gira ao seu redor.

A doméstica atrás da mó dupla refere-se às mentes exclusivamente racionais ou emocionais.

Vivem apenas de suas esperanças científicas ou religiosas.

E o animal dispensa explicação, aquele que espera apenas do corpo.

Portanto, seja soberano, torne-se cada vez mais MOSHÉ E AHARON, um ser coletivo e amoroso, um “Homem do Espírito” e não apenas um homem da mente ou da carne.

Assim seja!

 

***

Comente, responda, participe!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s