Eldes Saullo

Casa do Escritor

Por que publicar seu livro em papel na Amazon?

Em 2019, a Amazon uniu seu serviço de impressão de livros sob demanda, o CreateSpace, ao de publicação de e-books, o Kindle Direct Publishing (KDP), permitindo assim que autores independentes gerenciassem suas publicações em um só lugar.

Alguns autores ficaram perdidos, sem saber do que se tratava o tal “livro de capa comum”, uma péssima tradução para “livro em papel” ou “livro impresso”.

O serviço passou por uma longa fase de testes, da qual fiz parte a convite da própria Amazon, e hoje já está disponível para quem quiser ter um livro em papel sendo vendido na livraria do Jeff Bezos.

KDP integra a publicação de livros digitais e impressos

No começo surgiram muitos bugs, a maioria deles na migração dos títulos do CreateSpace para o KDP, mas com o tempo eles foram acertando os detalhes e hoje a coisa está bem estável.

Mais do que isso…

Os livros impressos independentes começaram a vender.

Em Janeiro deste novo ano de 2020, vendi mais livros impressos do que no último trimestre inteiro de 2019.

Enquanto as vendas de e-book estagnaram, a meu ver por conta da pulverização de títulos e da concorrência com outros produtos dentro da própria Amazon, que passou a vender de eletrônicos a produtos de limpeza, a venda de impressos tem aumentado.

E de maneira consistente.

O serviço de impressão sob demanda faz exatamente o que o nome sugere: cada livro é impresso apenas quando é comprado.

Este sistema de distribuição poupa os autores de manterem estoques caros e se preocuparem com a falta de disponibilidade do livro.

O cliente pede um livro, a Amazon cobra, imprime e entrega na casa do leitor. E você recebe os royalties no conforto do seu ócio, obviamente após eles descontarem os custos de produção e logística.

LEIA TAMBÉM:  Escrever Transforma

Enquanto o número de vendas de impressos ainda é pequeno se comparado com a de livros digitais, usar o sistema permite que você satisfaça leitores que preferem o cheiro de papel e, com isso, ampliar suas receitas.

O fato é que elas têm aumentado progressivamente desde que o serviço se tornou mais estável, no meio do ano passado.

O KDP Print, como é chamado, é gratuito, o que te ajuda a economizar na impressão e destinar mais recursos para torná-lo mais profissional, na edição, na capa etc.

A Amazon só ganha dinheiro com seu livro impresso quando alguém o compra.

Por conta disso, eles têm muito interesse em ajudar a vendê-lo.

Seu livro é incluído automaticamente na vitrine da Amazon em todos os territórios em que são impressos.

Sim, é uma vitrine concorrida, mas você tem menos concorrência do que entre os e-books. Pelo menos por enquanto.

Mas o serviço ainda não está totalmente azeitado.

Nos livros recém-publicados, o prazo de entrega mostrado ao leitor é desanimador: de um a três meses.

Isso porque o livro é impresso nos Estados Unidos e despachado para cá.

Há pelos menos uns três anos ouço que há a intenção de imprimi-los aqui. Mas até agora nada.

O fato é que se seu livro engrena, eles acabam criando um pequeno estoque aqui para atender a demanda e a página de vendas mostra o desejado “Em estoque”, o que reduz o tempo de entrega para uma semana ou menos, dependendo do lugar do Brasil em que o leitor esteja.

Outra coisa chata: a Amazon faz de tudo para que o cliente prefira o e-book ao impresso.

Esconde que há a versão em papel, coloca pop up dizendo que ele vai economizar tanto se comprar o livro digital, demora em fazer tal estoque local.

LEIA TAMBÉM:  Você Tem Coragem Para Escrever Terror?

Publicar seu livro para a venda sob demanda não é tão complicado quanto parece.

Mas exige habilidades para gerar os arquivos do miolo e da capa em alta resolução e dentro dos gabaritos de formatos e número de páginas que a Amazon disponibiliza.

O sistema também permite que você gere um ISBN gratuito para seu livro, mas isso requer que você o venda apenas na Amazon.

Há também a facilidade de solicitar cópias com preço de autor.

O maior problema é o valor do frete, então é bom pedir uma boa quantidade para compensar.

Mas o que tenho visto é que o preço, mesmo o frete exorbitante e em dólar, é bastante competitivo com o das gráficas locais.

Só não peça a prova (ou boneco), pois ela vem com uma tarja sobre a capa dizendo que o livro não pode ser vendido.

Se você quiser aprender os detalhes da publicação na Amazon, escrevi um e-book sobre isto chamado “Seu Livro Impresso na Amazon: Como Publicar um Livro em Papel no KDP e Vender Sob Demanda”.

Se não quiser se preocupar com questões técnicas e trazer seu livro ao mundo com a qualidade de uma editora tradicional (capa bonita, edição caprichada, além de outras coisas que vão te ajudar muito), conheça a Casa do Escritor.

Você tem dicas para compartilhar sobre os livros impressos sob demanda na Amazon?

Fique a vontade para compartilhá-las nos comentários.

Siga-me!
error

Anteriores

Seja mais Produtivo na Escrita em 2020

Próximo

Os Livros da Casa do Escritor 2019

  1. BRUNO ALVES VASCONCELOS

    Gostei! Obrigado pelas informaçoes!!!

  2. O livro impresso da Amazon me decepcionou porque, inicialmente tentando comprar um exemplar de cada um dos meus libros, a compra nao foi concluida porque o pagamento so poderia ser efetuado em US $, isto e, o comprador deveria pagar com cartao de credito internacional. Decepcionado, anulei todas as minhas publicacoes impressas. Espero que esse absurdo tenha sido corrigido

    • Eldes Saullo

      Já faz tempo isso, né? Porque hoje compra-se com facilidade.

  3. Artur Avelar

    O serviço da Amazon de impressão por demanda é visionário, mas deixa a desejar em alguns pontos. É ridículo não ter a opção de ter capa com orelha; uma coisa tão básica e que não deixa a capa do livro dobrar e, consequentemente, mantém a qualidade do produto por muito mais tempo. Tem opção de cor da folha, mas não tem opção de orelha, não faz sentido. Opção para capa dura talvez deixasse o livro muito caro, mas também devia ter essa opção.
    E a outra coisa é essa enrolação de não imprimir no Brasil. Com o dólar nas alturas, os preços dos meus livros estão impraticáveis. Tem livro físico que na Amazon brasileira está custando 100 reais e meus royalties são míseros 75 centavos de dólar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Eldes Saullo © Direitos reservados