fbpx

Quantas Palavras Deve Ter Um Livro?

Colocar uma meta de escrita com base em número de palavras diárias pode ser um caminho válido para aumentar a produtividade na escrita.

Por outro lado, não adianta muito escrever 1000, 2000, 5000 palavras por dia se elas não têm consistência.

É aquela história de fazer as palavras contarem em vez de contar palavras.

É primar pela qualidade e não pela quantidade.

Você não precisa chegar ao exagero de burilar uma frase por dia, como Joyce.

Lembre-se que o mundo está repleto de livros perfeitos que nunca são publicados e jamais serão lidos.

Uma coisa que impacta muito na decisão de escrever é o tamanho de um livro, que é baseado no número de palavras.

Antigamente, os livros de 300, 400 páginas faziam sucesso.

Hoje, é melhor escrever livros mais curtos e eu vou te dar algumas razões para isso.

A primeira delas é que o tempo e a atenção das pessoas estão cada vez mais disputados, por isso há uma grande demanda por leituras mais rápidas.

O que não significa que uma leitura rápida precise ser descartável, muito pelo contrário.

Você precisa ser capaz de transformar um leitor independentemente do número de palavras.

Segundo, porque é mais fácil escrever um livro com base em um tópico ou com uma história curta e direta, do que um livro longo com múltiplos assuntos e diversas histórias de fundo.

Escrever menos palavras também requer menos tempo.

Se você consegue escrever 2 mil palavras por dia, pode escrever um livro de 20 mil palavras em 10 dias.

Na não ficção, onde os e-books de 10 mil palavras funcionam muito bem, pode escrever em 5 dias.

A Amazon não tem um limite mínimo de número de palavras de um livro.

Ela tem uma seção chamada “Short Reads”, “Leituras Rápidas” aqui no Brasil, que cresce a cada dia.

Leia:  Que Preço Cobrar Por Seu Livro?

Há muitos leitores consumindo e-books que levam 15 minutos para serem lidos.

Tanto para ficção, quanto para a não ficção, você pode escrever um livro com 2500 palavras, que é o número de palavras requeridos para uma leitura nesse tempo.

É possível escrever um livro com esse tamanho em um dia.

Mas é claro que o gênero é um fator importante nessa contagem.

Não há um padrão, mas há uma média.

A média dos livros de não ficção gira em torno de 50 mil a 75 mil palavras.

A média dos livros de ficção fica entre 80 mil e 100 mil palavras.

Livros infantis são mais curtos, variando de acordo com a idade da criança.

Podemos dizer que o número de palavras cresce de acordo com a idade.

Um livro para crianças pequenas pode nem chegar a ter 1000 palavras.

Para o ensino fundamental, 2500 é uma boa contagem, já que as habilidades de leitura estão mais desenvolvidas.

Para o ensino médio, 12 mil palavras é a meta, pois os períodos de atenção dedicada costumam ser mais longos.

Um romance para jovens adultos pode ter de 35 mil a 50 mil palavras.

Porém, esses são números do milênio passado, baseados em livros impressos.

A leitura no Kindle mudou muitos hábitos e também muitos parâmetros literários.

O tamanho também varia entre os gêneros.

Em geral, um bom tamanho para e-books de não ficção está entre 8 mil e 16 mil palavras, ou seja, eles podem ser consumidos entre uma e duas horas de leitura.

É possível escrever um livro desse tamanho em uma semana.

Para a ficção, ficar entre 25 mil e 50 mil palavras, é um tamanho bom para uma história capaz de engajar.

Assim, é possível escrever um novo capítulo de uma série por mês.

Mas trata-se de um gênero que requer uma maior imersão, e isso talvez requeira mais espaço e leve mais tempo para escrever.

Leia:  Nove Passos para se Tornar um Expert

Já um livro de poesia tem, em média, 72 páginas.

Mas o que quero dizer é que um livro curto pode ser tão bom quanto um livro longo.

Aliás, precisa ser, caso contrário, será um tiro no pé.

Anote uma coisa: o tamanho não é o fator mais importante em um livro.

O que o leitor aprecia é uma história bem elaborada e bem contada, um livro de não ficção direto ao ponto e bem escrito.

Nenhum leitor conta palavras, especialmente quando o livro é bom.

E eu vou te dar mais um motivo para encurtar seus livros:

Um livro curto representa menos riscos.

Como você está investindo menos tempo, e consequentemente menos dinheiro nisso, é necessário menos royalties para ter retorno sobre seu investimento.

O livro curto também se paga mais rapidamente, é mais barato de imprimir, o que representa mais royalties para você e preços mais em conta para o leitor.

E você também se beneficia do retorno e avaliações mais rápidos, descobrindo o que funciona e o que não funciona.

Vou te contar um segredo: a quantidade de livros é mais importante do que a quantidade de palavras dentro de cada um.

Porque ter mais livros publicados aumenta sua exposição no mercado, especialmente na Amazon.

Um leitor que já leu um livro seu tem maior propensão para ler outro.

Ser um autor em série amplia suas chances de sucesso, múltiplas vezes mais do que ser autor de um livro só.

Escrever e publicar três ou mais livros por ano é muito mais vantajoso, não apenas do ponto de vista financeiro, mas também de reconhecimento.

Hoje isso é mais indicado do que escrever um livro por ano ou levar mais tempo do que isso.

Do ponto de vista financeiro, nem se fala.

Quanto mais livros você publica, mais royalties você recebe.

Recomende este artigo:

4 comentários em “Quantas Palavras Deve Ter Um Livro?”

    1. Para mim, três livros escritos por ano, duvido que seja um bom livro de literatura. A não ser que seja para mero entretenimento. Tipo de livro que não leio

  1. Que deleite! Tenho aprendido muito com você, Eldes. Você fala direta e muito claramente sobre a escrita, as tendências e os macetes para alavancar como escritor. Parabéns e muito obrigado. Seus ensinamentos são um achado pra todos nós que amamos a escrita e tudo que ela pode proporcionar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Livraria

    Conheça os e-Books sobre escrita criativa, escrita analítica e marketing literário de Eldes Saullo.

  • Academia

    Avance 10 anos em sua carreira com treinamentos profundos sobre escrita e marketing literário.

  • Casa do Escritor

    Publique seu livro com a qualidade de uma editora tradicional e as vantagens da publicação independente.

Leia Também...

memorias-de-ninguem-chparise
O Fascínio de Despertar a Atenção do Leitor
C.H.Parise sempre foi, desde menino, um observador...
conte-antes-de-mostrar
Conte Antes de Mostrar
Quem nunca encarou uma página em branco, aquele momento...
como-publicar-na-amazon
O Guia Visual de Formatação e Publicação na Amazon e no Kindle
A Casa do Escritor apresenta um guia visual passo a...
O Banquete Criativo - Livros Que Vendem
O Banquete Criativo ou O Escritor Em Busca Da Originalidade
As pessoas tendem a pensar que criatividade é algo...
carolina-vila-nova
Escrever é Sentir Imensamente
Esta semana entrevistei Carolina Vila Nova, autora...
nana pauvolih
Escrever é ir além da Imaginação
Entrevistei Nana Pauvolih, uma das autoras que mais...